Investigação, Instituições académicas e Sociedades Cientificas

Partner 2

Como cooperamos com Centros de Investigação, Instituições Académicas e  Científicas

 

Complexidade, longos tempos de desenvolvimento, riscos e custos elevados tornam difícil para uma empresa individual ter sucesso no desenvolvimento de produtos farmacêuticos inovadores. É por isso que a Angelini I&D coopera e cria parcerias com universidades e instituições de ensino superior para trocar conhecimentos, partilhar laboratórios e definir melhores práticas.

A cooperação é uma parte importante da complexa rede científica de I&D na qual cientistas e técnicos interagem de várias formas e a diferentes níveis (contacto científico, cooperação em investigação, acordos de serviço, laboratórios conjuntos, consultoria). A Angelini é um interveniente importante desta rede, cooperando com Hospitais, Centros de Investigação, Pharma Biotech e CRO (Contract Research Organizations), a nível nacional e internacional, para favorecer a inovação.

Alguns destaques da cooperação da Angelini:

Universidade de Génova

Um foco importante da investigação da Angelini é a identificação de novos compostos analgésicos. Está, atualmente, a estudar uma combinação inovadora de dois medicamentos conhecidos que parecem ter efeitos sinérgicos e a trabalhar com o Departamento de Farmácia da Universidade de Génova para entender os mecanismos moleculares envolvidos. A investigação está a avaliar possíveis interferências de recetores específicos nos neurónios espinais e a procurar identificar a via do neurotransmissor que media os efeitos analgésicos. O resultado deve identificar os tipos de dor que respondem melhor a este tratamento.

Universidade de Cagliari

Um grupo de investigação universitário estuda as proteínas envolvidas na resistência bacteriana há dez anos. A Angelini tem colaborado com o grupo em estudos computacionais de interações molécula-alvo, em particular no fenómeno dos sistemas de efluxo, em que as bactérias rejeitam os antibióticos, expelindo-os. O objetivo é modificar esses antibióticos para evitar que sejam reconhecidos por bactérias.

Universidade de Nápoles Federico II, Universidade de Salento

A Angelini receberá dois alunos de doutoramento da Universidade de Nápoles Federico II e da Universidade de Salento para formação direcionada para a indústria, como parte do inovador curso de doutoramento financiado pelo MIUR (Ministério da Educação, Universidade e Investigação de Itália). Os cursos de doutoramento, copatrocinados pelo Fundo Social Europeu, visam fortalecer os vínculos industriais dos cursos de doutoramento italianos.

EMOTION

A Angelini é um parceiro associado do “The European Master in Translational Cosmetic and Dermatological Sciences” (EMOTION), um mestrado de dois anos financiado pela Comissão Europeia (www.emotion-master.eu/). O EMOTION visa formar futuros cientistas e profissionais em dermocosmética e terapias dermatológicas, bem como prepará-los para trabalhar em I&D.

Istituto Italiano di Tecnologia (Génova)

A cooperação entre a Angelini e o Instituto Italiano de Tecnologia concentra-se em novos medicamentos para o SNC. A validação de alvos biológicos inovadores do SNC levou ao estudo de novas terapias para doenças raras, como a síndrome do X Frágil. A Angelini projetou e sintetizou moléculas inovadoras e o projeto está agora na fase de otimização do composto-protótipo (lead optimisation), tirando partido das tecnologias avançadas de experimentação farmacológica do IIT. Esses estudos podem levar à identificação de moléculas para utilização noutras condições do SNC, como perturbações do humor.

A Angelini e o IIT também procuram identificar pela primeira vez como se forma a complexa ligação entre uma molécula e o seu alvo.

King’s College London

A Angelini está a trabalhar com o King’s College para verificar a eficácia analgésica de uma combinação inovadora de dois medicamentos existentes em modelos avançados que integram aspetos comportamentais e moleculares. Esta abordagem proporcionará validação internacional para os resultados de investigação da Angelini e também dará acesso a investigação científica inovadora e resultados que podem ser úteis para novos projetos nas principais áreas de interesse da Angelini.

Hospital de Siena

A Angelini coopera com os principais centros psiquiátricos de Itália num estudo de fase IV sobre a tolerabilidade e eficácia de uma nova formulação de libertação prolongada de sulfato de lítio, em doentes bipolares pouco tolerantes ao tratamento com lítio de libertação imediata.

ECNP

A Angelini coopera estreitamente com as principais redes de investigação e grupos de trabalho na área das perturbações do SNC para desenvolver e apresentar metodologias e tratamentos inovadores. Essas redes incluem o ECNP e o departamento de psiquiatria infantil e adolescente do ECNP.

Consórcio CVBF

A Angelini coopera com o Consórcio CVBF no desenvolvimento clínico da Trazodona para o tratamento da insónia em crianças e adolescentes com perturbações de neurodesenvolvimento. O Plano de Investigação Pediátrica (PIP) foi aprovado pela EMA e deve oferecer a possibilidade de atender uma necessidade de saúde muito importante, mas atualmente não satisfeita.

ANG 172-09/21